Após 8h, homem que tentou se matar em Cajazeiras 10 se entrega

By on 1 de novembro de 2017

Negociadores do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar conseguiram convencer o homem que tentava se matar no bairro de Cajazeiras X a desistir na noite desta terça-feira (30).

O rapaz usou a arma da esposa, que é PM, para tentar suicídio. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados para presevar a família.

As negociações com o homem começaram por volta das 14h e foram finalizadas cerca de 8 horas depois. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), ele teve um surto, pegou uma das armas da esposa e se trancou num dos quartos da residência do casal. Às 14h30 uma equipe da 3ª Companhia de Operações Especiais/Grupo Tático do Bope iniciou os protocolos de negociação.

Onze negociadores, atiradores de precisão (sniper) e grupo de intervenção tática atuaram na ocorrência. “No início o homem se mostrou irredutível e convicto de que tentaria o suicídio. Com bastante calma e conversa tivemos êxito e perto de 23h retiramos ele da residência com vida e desarmado”, explicou o comandante da Companhia, capitão Ícaro Santiago da Silva Cruz.

O coronel Humberto Sturaro, comandante de Policiamento Especizalizado (CPE) da PM, também esteve no local. “Mais uma vida salva. Temos certeza que a família vai procurar apoio médico para tratamento desse homem”, disse.

Reféns
Ainda de acordo com a SSP, nenhum familiar ou vizinho do homem foi feito refém durante a ação. No entanto, o major Francisco Menezes informou ao CORREIO que no início da ocorrência o homem tinha feito a esposa e as duas filhas de reféns.

“Não tem reféns agora (18h20). Só o cidadão armado, querendo cometer suicídio. No início, tinha reféns, mas foi coisa rápida. No momento, quando a polícia chegou, conseguiu tirar. A família está em segurança”, declarou o major na noite de ontem.

Vizinho tranquilo
A grande movimentação de viaturas policiais e ambulâncias, no Setor 2, Caminho 27, de Cajazeiras X, chamou a atenção dos moradores, e alguns deles se juntaram para acompanhar a operação de resgate, a distância.

Uma vizinha da família, que preferiu não se identificar, informou que o homem é uma pessoa que nunca causou problemas no bairro. “Ele é muito tranquilo. Um dos melhores vizinhos que tenho. Nunca causou problema nenhum e não estou entendendo direito o que está acontecendo”, comentou ela, que aguardava o filho chegar da escola, na entrada da via. O acesso à sua casa, que fica ao lado da casa do marido da policial, estava interdidato.

Outro morador, sem se identificar, também falou do vizinho. “É uma pessoa normal, maravilhosa. Eu acho que foi surto. Ele tem duas filhas. Eu não sei a hora que elas foram liberadas”, informou.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com